quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A lenda de Solid Snake

Quando o jovem Hideo Kojima ainda tinha o sonho de se tornar um cineasta ele nem imaginava que seria o responsável por uma das franquias mais lucrativas dos games de todos os tempos e foi trabalhar como designer na Konami Computer Entertenment Japan apenas para finaciar seu sonho.
Após um tempo ele finalmente lançou o jogo "Penguin Adventure" como diretor assistente e, vendo que seu negócio era trabalhar com jogos eletrônicos, produziu "Lost Word", mas a Konami não foi em frente com o projeto e ele foi abandonado.
Foi no ano de 1987 que ele lançou o jogo que mudaria sua vida e a de muitos gamers espalhados pelo mundo: "Metal Gear".



Lançado para o computador/video-game MSX2 o jogo foi um tremendo sucesso de crítica, mas como o MSX só era popular no Japão, ele não foi um sucesso imediato de vendas.
Todos os elogios para Metal Gear eram frutos de sua inovação, já que ele inaugurou o gênero conhecido como Stealth, onde o jogador deve encarnar um espião e passar por todos os obstáculos sem ser visto pelo inimoigo e além disso, Metal Gear também era revolucionário porque dava muito destaque ao enredo, coisa que não era muito comum na época.
O que poucos sabem, é que Metal Gear só acabou sendo feito desta forma, devido as limitações de hardware do MSX, que não suportava muitos elementos ao mesmo tempo na tela e, consequentemente, inviabilizava a criação de combates diretos com o inimigo.

É neste jogo que conhecemos o espião Solid Snake, que é enviado para a base militar de Outer Heaven para resgatar o veterano Gray Fox e descobrir do que se trata o projeto Metal Gear. Ao descobrir que o Metal Gear é um blindado capaz de lançar mísseis nucleares, ele recebe a nova missão de destruir a máquina.
Ao longo do jogo, que se passa em 1995, uma enorme conspiração vai sendo revelado e, sem saber, Snake é uma das peças principais dessa intriga.
O teor político do game é claro e isto só seria fortalecido com as sequências, sendo um dos pontos fortes da franquia Metal Gear

O jogo Metal Gear foi adaptado para o console mais famoso da época, o Famicon (NES ou Nintendinho para os íntimos), mas teve de sofrer vários cortes devido a baixa capacidade de processamento do aparelho e Kojima declarou publicamente seus desapontamente para com esta versão.

Devido ao sucesso do game, a Nintendo e a Konami iniciaram a produção de uma sequencia, sem o consentimento de Kojima, que ao saber disso, iniciou a produção de sua prória sequência. "Snake's Revenge" foi lançado nos EUA e na Europa, mas os fãs da série consideram-no no máximo como um "jogo auxiliar", sendo a verdadeira sequência de Metal Gear, o jogo de Kojima: "Metal Gear 2: Solid Snake".

O jogo foi lançado exclusivamente no Japão para MSX2(em 2004 ganhou uma versão para celular e em 2006 virou um extra de Metal Gear 3: Subsistence) e mostrava Solid Snake em 1999, tendo que invadir uma base militar em Tanzânia Island para resgatar o Dr. Kio Marv e mais tarde descobre e tem de destruir o protótipo do Metal Gear D.
Em questões técnicas, o jogo tem pouca diferença com relação ao seu antecessor, mantendo o estilo Stealth e a jogabilidade do clásico, só tornando o enredo mais complexo.

De 1990 até 1998, Kojima trabalhou em diversos projetos da Konami, mas em 98 lançou para o Sony Playstation o jogo que o colocaria definitivamente num patamar mais alto entre os gamers daquela geração e este jogo era "Metal Gear Solid".
Adaptando os conceitos dos primeiros games para um ambiente 3D, com dublagem feita por atores, ele tornou a experiência mais cinematográfica e a temática do jogo falava de proliferação nuclear e engenharia genética, temas espinhosos até para o cinema e mais ainda para um game. O jogo vendeu mais de 15 milhões de cópias ao redor do globo e se tornou a franquia mais lucrativa da Konami e uma das maiores do mundo dos games.



A trama se passa em 2005, quando o aposentado Solid Sanke é convocado para ir ao Alasca impedir um ataque nuclear organizado pela organização FOXHOUD, liderado por Liquid Snake, "irmão gêmeo" de Solid (um clone).
Em 2004, a Nintendo e a Silicon Knights produziram um remake deste título para Game Cube, intitulado como "Metal Gear Solid: The Twin Snakes", melhorando a interface gráfica e adaptando a jogabilidade.




Em 2000, a Konami lançou para Game Boy Color o game "Metal Gear: Ghost Babel", que assim como o antigo "Snake's Revenge" é considerado uma sequência alternativa para o "Metal Gear" original.

A saga de nosso herói continuou no jogo "Metal Gear Solid 2: Sons of Liberty", lançado para o Playstation 2 e mais uma vez um enorme sucesso de vendas.
O jogo se passa entre 2007 e 2009 (são dois capítulos) onde Snake primeiramente deve resgatar o presidente americano de sequestradores auto-denominados "Sons of Liberty" ("Filhos da Liberdade"), mas logo percebe que isto é só o começo de uma conspiração que envolve uma organização criminosa e até o próprio governo americano.
O jogo levou o estilo Stealth ao extremo, sendo que o próprio Hideo Kojima declarou em entrevistas que era possível chegar ao fim do game sem disparar um único tiro letal.
Enquanto era muito elogiado por explorar a capacidade gráfica do Playstation 2 ao máximo e por sua jogabilidade totalmente calcada na espionagem ele foi criticado por tratar de temas ainda mais complexos como memes, engenharia social, inteligência artificial e uma leve pegada filosófica.

Em 2004, a Konami lançou um prequel para toda série Metal Gear, intitulado "MGS3: Snake Eater", que manteve a jogabilidade do antecessor e outros elemnetos clássicos como o Codec de comunicação, mas inovou por se passar quase interamente em uma ambiente florestal e por incluir no jogo a necessidade de Snake se alimentar (dái vem o nome que significa "Snake comedor").
O enredo mostra o novato Naked Snake (Big Boss criador da FOXHOUD e vilão dos primeiros jogos da série) tendo que resgatar um projetista de foguetes e destruir uma poderosa máquina de combate em 1964, durante a Guerra Fria. Além disso conhecemos um pouco mais do passado de Naked Snake nesse jogo, já que um dos principais vilões do game é "The Boss", mentora e treinadora de Naked.
Um detalhe legal desta produção é o fato de durante o game vários fatos parodiarem acontecimentos de jogos anteriores, sendo o jogo mais leve e as vezes até cômico (a comédia foi usada em toda a franquia desde Metal Gear Solid para aliviar a tensão dos jogos, mas ela é mais acentuada em MGS3).

MGS3 teve uma continuação lançado para PSP com o nome de "Metal Gear Solid: Portable Ops", pasado seis anos após a operação Snake Eater na América do Sul, onde Naked Snake é caçado pela organização FOX, acusado de traição e tendo de se unir a seus inimigos para revelar a identidade do verdadeiro traidor.

Em 2008 foi lançado exclusivamente para Playstation 3 o game "MGS4: Guns of the Patriots", que conta apenas com a produção de Hideo Kojima, sem que este atue diretamente na direção.
Estamos em 2014, cinco anos após os eventos de Sons of Liberty e Snake está envelhecendo rápido demais devido a experiências genéticas relizadas anteriormente (o codinome dele aqui é Solid Old Snake).
Com o mundo mergulhado mais uma vez em uma crise, devido a proibição de intervenções militares em solo estrangeiro, o desacreditado Solid deve ir ao Oriente Médio, a América do Sul e até voltar a Outer Heaven para mais uma vez salvar a humanidade.
O Game alterou muitas coisas na jogabilidade em relação a MGS3 e mexeu até em algumas coisas clássicas (como a tradicional caixa de camuflagem, substituída por um barril de aço), mas foi tremendamente elogiado pela crítica. Veja um trailer abaixo:




Estão programados para 2010 um jogo para PSP chamado de "Metal Gear Solid: Peace Walker" e para Playstatio 3 e XBOX 360 o "Metal Gear Solid: Rising", sendo que esse útimo tem um novo protagonista, Raiden, um ninja-espião que auxiliou Solid durante o resgate do presidente em MGS2 e pode ser visto em ação no trailer acima.

Raiden, protagonista de MGS:Rising


Espero que tenham curtido esta viagem pelo mundo de Metal Gear e dos games de uma forma geral, que Solid proporcione muitas aventuras ainda a todos nós!

PS: Os games da série Acid não foram citados neste texto, porque eles fogem ao tema principal da série.

PPS: Conforme apontado nos comentários, a matéria continha alguns erros e incongruências, todos devidamente corrigidos

5 comentários:

Vídeos Incríveis disse...

Cadastre seu blog no BLOG HOUSE.
www.bloghouse.videosincriveis.ws

Envie seus links pro LINKADÃO.
www.linkado.videosincriveis.ws

Café Atômico disse...

Ótimo post brow, sou fã da série e acompanho Snake a muito tempo.


Abraço.

Anônimo disse...

cara a idéia é boa mas tem muita informação ai faltando e até mesmo errada (ou que induz ao erro) como falar que o naked snake = solid


[]'s

Homo sapiens disse...

sim, o post está ótimo, mas como falaram: contém alguns erros, como: Naked Snake = Big Boss(vilão dos dois primeiros metal gear) e MGGS Rising vai sair pra XBOX 360. E você esqueceu de mencionar que MGS2 a maior parte do jogo é com Raiden e não com o Snake

Doutor Radioativo disse...

Obrigado por todas as correções pessoal.

Sério que o Naked Snake não é o Solid? Caraca, zerei o jogo acahando que era ele...:p (maldito inglês).

Quando ao MGS2, eu acho que é bem dividido entre Raiden e Solid, mas fica a retificação.

Obrigado a todos pelas correções....

BlogBlogs.Com.Br