segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

'Dançando até o chão...com Rock'


Quem nunca quando criança viu algum filme adolescente dos anos 90, quando os alunos do colegial estavam ansiosos para o Baile da escola. Preocupados se a menina mais popular da escola aceitaria ir com eles, ou chegavam lá sem par. Os clássicos ponches, e os rocks baladas que faziam o esqueleto se mexer(gíria antiga), até o momentos mais decisivo da festa, quando a baladinha(Provavelmente uma do A-ha ou The Police, e para os mais novos, alguma do Oasis) começava a tocar, e desesperadamente o jovem encontrava sua paixão adolescente, para conceder a dança. Que provavelmente se você for um nerd, verá sua 'garota' com o fortão do time de futebol da escola. Mas isso é muito 'anos 80'? Pois é, para quem esperava isso atualmente, pode haver algum susto.

As festas juvenis, as baladas, perderam um pouco da sua característica passada, hoje inundada de alguns conceitos, que existiam no passado, claro, mas de forma mais discreta. Com o objetivo de beber o máximo possível e conseguir beijar o máximo de pessoas em uma mesma noite. Dançando praticamente apenas músicas eletrônica, funk, axé, forró, e outros. Tendo seu foco muito mais na sexualidade do que no próprio romantismo no passado. É fato que em muitas festas quando um funk começa, é quase sinônimo de que algum tipo de dança sexual começará. Desde o créu, até o "descer até o chão". E aquela menina certinha da escola que nunca aceitou ir ao cinema com você, está dançando com vários e 'beijando' vários. Toda festa se transformou em um grande carnaval de sexualidade e deixando todo o lado romântico das festas. Até os momentos para dançar junto, foram substituídos por músicas que falam "É hora de beijar na boca...", e todos se agarram na mesma hora.

Com o funk e a eletrônica se tornando cada vez mais populares, é quase impossível ouvir algumas das músicas clássicas de pista de dança, ou se você, como eu, é um admirador do Rock, está totalmente ferrado. Mas é possível? É possível mesclar o atual com o antigo, ou ainda mais, ainda é possível fazer uma festa com rock, sem que ela se torne sem graça? E todos estejam com vontade de sentar? Eu digo, SIM, é possível.

O antigo.

Provavelmente músicas como "I Will Survive" vão está em uma lista. Mas em quesito baladas, nada supera os clássicos do A-ha e The Police, até mesmo mesclando as músicas mais animadas dos Beatles, vão retornar com um romantismo passado.

O Rock Dançante.

Pode parecer brincadeira, mas nós vivemos uma das melhores épocas para o Rock Dançante. Depois de sua quase morte, bandas como Arctic Monkeys, Kaiser Chiefs, The Killers, Strokes, e etc. Vem trazendo músicas cada vez mais dançantes, com um conteúdo extremamente superior aos atuais eletrônico e Funk.

E como tudo ficaria?

Porque não uma festa com rock? Com algumas músicas de aquecimento mais calmas, como 'Do You Feel Loved" do U2 e "Song 2" do Blur. Para colocar todos na pista porque não "Brianstorm" do Arctic Monkeys" e "Na Na Na Na Naa" do kaiser chiefs, seguido da boa "Last Nite" do The Strokes. Quando todos já tiveram se mexido bastante, as luzes abaixam e começa "Every Breath You Take" do The Police, que por si só já dá vontade de dançar 'colado' com aquela menina que você é apaixonado. Com essa mescla, que também poderiam entrar Rocks mais crus como "American Idiot" do Green Day ou o rock eletrônico distorcido de "Idioteque" do Radiohead. Além de outras centenas de músicas que poderiam dar uma boa festa para aqueles que não gostam dos estilos atuais.

Fiquem com "Brianstorm" e "Every Breath You take":





É possível? Concorda? Talvez...a única que coisa que eu(pessoalmente) não suporto mais é ter que ouvir funk a cada vez que saio a noite.

3 comentários:

alexmarcvs@hotmail.com disse...

Concordo em gênero, número e grau. Não sei sua idade Felipe, nem onde voce mora, mas o Café Piu-Piu, O Santuário, O Stones Music Bar e até Bar Metropolis são refúgios de quem gosta rock e ainda quer "se dar bem"..Valeu!

Filipe Araújo disse...

Fala Alex. Moro em Volta Redonda, interior, para você ter uma idéia, no estado aqui é conhecido como cidade do FUNK. para você ver meu drama, existem esse lugares que tocam rock nas capitais, e já fui em alguns, mas aqui não tem como escapar...

Jεssγ' disse...

Adorei seu post. Escreve mto bem!
E concordo com vc, é possível. Eu mesma vou nas baladas rock e danço até o chão. Acredite se quiser! ^^

BlogBlogs.Com.Br