segunda-feira, 30 de março de 2009

Homunculus


Panini Comics.Bimestral. R$ 9,90


Homunculus é um mangá que está sendo publicado bimestralmente pela Panini Comics/Planet Mangá.

Mesmo quem não é fã de mangás, animes e cultura japonesa tem tudo pra curtir este título, que figura, sem dúvida, entre os melhores títulos japoneses publicados atualmente no Brasil.

A história, de inicio, chama atenção, mas nada demais:

Susumo Nakoshi, 34 anos, é um mitomaniaco que vive dentro de um carro estacionado ao lado de um parque, que serve de abrigo a vários mendigos. Nakoshi sempre janta com os moradores de rua, mas parece não gostar muito da comida. Do outro lado da rua onde seu carro fica estacionado funciona um hotel de luxo, que Susumo talvez tenha frequentado, em outra época.

Este contraste parece incomador Nakoshi, mas ele continua vivendo sua vida, sempre ao lado de seu carro, que ele trata quase como um amigo, um companheiro. Certo dia um jovem médico, de nome Manabu Ito, convida Nakoshi para um estranho experimento, em troca de uma alta quantia em dinheiro. Nakoshi resiste, porém acaba sedendo, apenas porque seu carro foi guinchado e ele precisa recuperá-lo.



O experimento é uma Trepanação, que consiste em furar o crânio, sem atingir o cerebro. Dizem as lendas e culturas antigas que tal experiência liberta a mente do trepanado para novas experiências sensitivas. Manabu acredita que um trepanado seria capaz de ver fantasmas, ou algo do tipo. Ter experiências paranormais.






A premisaa é interessante, mas tratar com tipos estranhos e misteriosos e com experiências macabras são apenas os primeiros temas tratados pelo autor Hideo Yamamoto.

Depois da experiência , Nakoshi passa a ser capaz de enxergar os Homunculus das pessoas ao tapar seu olho direito. De inicio não se sabe exatamente se Nakoshi realmente esta tendo experiências paranormais, ou se apenas esta ficando louco, devido a cirurgia.

Porém Manabu logo entende que as visões de seu amigo sem teto se tratam de Homunculi. Homunculus não são nada mais que uma representação psicologica do nosso ser, porém vê-los da maneira que Nakoshi os vê, torna a esperiência assustadora.

Depois de passar por uma experiência envolvendo um mafiosos atormentado por segredos do passado, tanto Manabu, quanto Nakoshi, decidem investigar seus novos "poderes".Para isso decidem ver o que há de especial na vida e no Homunculus de uma garota de classe média, cleptomaniaca e que se expõe em cabines eróticas da cidade para ganhar dinheiro.
Yukari, a garota de areia, ajuda Nakoshi não só a entender suas habilidades, mas a compreender o mundo em que vivemos de uma forma diferente. Uma forma perturbadora.

Aqui Hideo Yamamoto se supera e começa a tratar de temas bem mais pesados que Trepanação ou Fantasmas. Desde invasão de privacidade, consumismo, modelos de vida, podemos ver diversas criticas a sociedade moderna.

Após isto, os temas ficam ainda mais pesados e cada vez mais estranhos, o autor explora a sexualidade de uma maneira que poucos teriam coragem de fazer em uma HQ, botando em cheque coisas como masoquismo, multilação, masturbação, dominação, deglutição de esperma e outros diversos temas chocantes.

Temas que não chocam somente o leitor, mas temas que chocam toda nossa sociedade e é aí que reside o motivo para este mangá ser um dos melhores em bancas atualmente.

Além de toda crítica e de temas bizarros, Homunculus ainda pode surpreender pela temática Pseudocientífica (muito aboradada em séries do tipo "LOST"), um horror que não é apelativo, mas é mais assustador que muitos filmes de terror ou suspense no cinema atualmente.

Hideo Yamamoto ainda é um bom desenhista com cenários detalhados e uma estilização e enquadramento atípico em comparação a outros quadrinhos japoneses.

Seja fã de mangá ou não, corra atrás deste título e embrenhe-se nos mistérios críticas e temas bizarros deste mangá. Não haverá arrependimento.

Definição do dicionário para Homunculus: "sing. masc. Homúnculo pequeno homem;definição pejorativa. Homunculus¹, da psicologia moderna: parte interna na mente onde há uma representação do íntimo do indivíduo, uma representação distorcida do corpo, uma “voz interior”. Aceita como consiência"

3 comentários:

Freud disse...

Cara, desde que saiu isso tou a fim de ler. Nunca li mangá. Esse ai saiu na mesma época que Service Corpse Delivery e pensei em comprar um dos 2 como minha primeira experiência de mangá. Lendo o review de Homunculous no Universo HQ, optei por ele, mas perdi a primeira edição nas bancas e já tá na quinta, se não me engano...

Tá na minha lista já faz um tempo de futuras aquisições em alguma comic shop assim que eu puder.

Belo post. Os do Alan Moore tb, li esse último e vou ler os anteriores depois.

Parabéns.

Doutor Radioativo disse...

Muito obrigado pelos elogios!

Leio mangás já faz um tempo, mas ainda não li Delivery service corpse, porém conhece pessoas que leram as duas série, e Homunculus ainda é unanimidade.

Infelizmente, parce que ainda não tem sucesso de públioc, oq ue pra vc é bom, já que fica fácil encontar a primeira edição. Boa sorte

Continue nos acompanhando!!!Valeu!!!!!

Lucas L\o/ureir\o/ disse...

Oi, adorei seu blo!!E realmente Homunculus é exelente!!Sem pre nos surpreendendo à cada volume lançado!!! eustou te seguindo, segue de volta? http://depoimentosateofim.blogspot.com/

vlw

\o/

BlogBlogs.Com.Br